Sete dicas para editar vídeos produzidos com smartphone – BBC

(Publicação original da BBC. Link no final do texto)

Nos últimos 18 meses o jornalista Doug Shaw tem filmado suas produções majoritariamente com seu smartphone. Em seu blog, ele já tinha escrito sobre sua auto-imposta “dieta de jornalismo móvel” (mojo diet) – quando jurou usar somente o telefone durante um mês. Aqui ele passa algumas dicas de edição para tirar o melhor dos vídeos gravados em um telefone celular. Ele usa o Final Cut X, mas técnicas semelhantes podem ser usadas em outros softwares.

Continue Lendo “Sete dicas para editar vídeos produzidos com smartphone – BBC”

Otimizando as mídias da timeline

Captura de Tela 2017-10-04 às 20.21.39.png

Um recurso muito útil do Final Cut X ao trabalhar com mídias mais pesadas (4K/H.264, por exemplo), é a possibilidade de criarmos versões em Apple ProRes de todo o material. O CODEC Apple ProRes apresenta compressão bem menor do que o H.264, e por isso é ideal para edição (por ser um codec intraframe, seu algoritmo é mais leve para o processador, mas isso é assunto para outro post).

Sempre que o material se mostrar pesado para sua máquina, você pode selecionar os arquivos no browser e, clicando com o botão direito (ou usando Control+click), escolher a opção Transcode Media > Optimize Media. Todo o material será convertido para ProRes, e o Final Cut vai passar a utilizá-lo automaticamente.

 Em alguns momentos queremos otimizar apenas o material presente na timeline: o playback pode ficar prejudicado pelo uso de materiais com resoluções mais altas, CODECs mais pesados ou se sua máquina não é das mais novas. Este rápido  tutorial ensina a otimizar somente o material editado.
Continue Lendo “Otimizando as mídias da timeline”

Campanha para o doc sobre o Final Cut bate a meta em 24 horas

“O futuro da nova geração de criadores de conteúdo é excitante, e eu acredito que o Final Cut X vai ter um papel importante neste futuro.” 

Assim começa o texto da campanha de crowdfunding para o documentário Off the Tracks, que promete fazer mais do que simplesmente falar sobre um produto.

“[O filme] é também um estudo de caso sobre como indivíduos criativos reagem a mudanças tecnológicas disruptivas”.

Dada a polêmica que envolveu o lançamento do Final Cut X, muitos editores deixaram de acompanhar a evolução do programa, e ainda existe um grande desconhecimento por parte de alguns deles sobre as possibilidades atuais.

 Pensando nisso, o diretor Bradley Olsen reuniu uma série de profissionais que conhecem a ferramenta para discutir os conceitos errôneos criados a seu respeito nos últimos 6 anos. Produzindo o filme do próprio bolso, Brad lançou a campanha para arrecadar fundos para finalização e distribuição. E veja só a empolgação da comunidade em torno do projeto: a meta de US$ 10.000,00 foi alcançada em 24 horas!

Continue Lendo “Campanha para o doc sobre o Final Cut bate a meta em 24 horas”

Alguns atalhos úteis para se adicionar ao teclado

Captura de Tela 2017-10-04 às 20.02.42.png

O editor Thomas Grove Carter (Trim Editing) publicou esta lista de atalhos que ele adiciona aos já existentes no Final Cut. Ele evita alterar os atalhos padrão do programa, utilizando as combinações de teclas livres para os novos comandos.
Continue Lendo “Alguns atalhos úteis para se adicionar ao teclado”

Um app para extrair mídias de dentro das Bibliotecas

O Final Cut gerencia as mídias importadas de duas maneiras:

 A) Mídias Externas – as mídias permanecem em seu local de origem, na pasta em que o editor as colocou.Dentro da Biblioteca o Final Cut cria apenas atalhos – pequenos arquivos que informam a localização das mídias no disco.

 B) Mídias Gerenciadas – as mídias são copiadas para dentro da Biblioteca, e passam a existir em duplicata: uma cópia na Biblioteca e outra no local original.

Captura de Tela 2017-10-04 às 19.46.58

Continue Lendo “Um app para extrair mídias de dentro das Bibliotecas”

Um doc sobre a história do Final Cut

“Off the Tracks” é um documentário que promete discutir o polêmico laçamento do Final Cut X, falando 

do trauma sentido pelos editores quando do seu lançamento – e sobre como fizeram as pazes com o programa ao longo dos anos. O trailer do filme também discute sobre o ofício da edição: a arte de contar histórias, muito mais do que o mero uso mecânico de uma ferramenta. Atenção para a presença de Randy Ubellos – criador do Final Cut e do Premiere – ao final do vídeo.

Aguardamos ansiosos o lançamento.

Editando um comercial da Audi: truques da Timeline Magnética

Este é o resumo do post.

Neste vídeo o editor Thomas Grove Carter cria em poucos minutos uma versão reduzida de um comercial da Audi. Utilizando as propriedade da timeline magnética ele consegue reduzir a duração do vídeo de 60”para 30”, sem precisar se preocupar com ajustes de tracks ou perda de sincronia. A relação vertical entre os elementos da timeline garante que todos eles caminhem juntos à medida que se fazem cortes e modificações.